“Uma noite brilhante e inesquecível”, definiram os participantes da homenagem a Don Deere e Richard Bieniawski

A noite de 14 de março vai ficar na memória dos 50 participantes do evento em homenagem a Don Deere e Richard Bieniawski, dois grandes nomes da geotecnia mundial que faleceram recentemente. “No final de 2017, recebemos a notícia do falecimento de Bieniawski. Pouco tempo depois, em janeiro, outra notícia triste, Don Deere havia nos deixado. Diante disso, achamos que seria mais do que justo reunir toda a comunidade geotécnica para homenagear estes dois mestres”, conta Werner Bilfinger, presidente do CBT.

“Começamos o contato com as entidades que têm relação com a área que Bieniawski e Deere dominavam. Todas aceitaram logo no primeiro momento. A partir daí, fizemos os ajustes necessários e conseguimos realizar este evento”. A homenagem foi organizada pelo CBT em parceria com a ISRM, ITA, ABMS, ABGE e o CBMR.

A mesa de abertura foi composta pelos presidentes das entidades envolvidas na organização. O presidente do CBT, Werner Bilfinger, comandou o evento. A ISRM também contou com a presença de sua presidente, Eda Quadros. A ITA foi representada por seu presidente, Tarcísio B. Celestino. Cristina F. Schmidt estava em nome da ABMS. A ABGE esteve representada por seu presidente, Adalberto Azevedo. E Lineu A. Ayres da Silva foi o representante do CBMR, Comitê que preside.

Após as boas-vindas de Bilfinger, os integrantes da mesa tiveram a palavra. Todos parabenizaram o CBT pela iniciativa de homenagear nomes tão importantes para o setor. Cristina Schmidt destacou ainda a proatividade do Comitê em promover eventos constantes, reunir a comunidade técnica e discutir assuntos relevantes. Azevedo disse ainda que “há poucas oportunidades de homenagear aqueles que respeitamos. Por isso este evento é tão especial”. Eda Quadros, Lineu Ayres da Silva e Tarcísio Celestino ressaltaram a importância dos ensinamentos deixados por Don Deere e Richard Bieniawski e sua admiração por eles.

Apresentações

Ao professor Georg Robert Sadowski, da Universidade de São Paulo, coube falar sobre Richard Bieniawski. Dentre outras coisas, Sadowski abordou o método RMR de análise de rochas, criado pelo homenageado e muito utilizado até hoje. Acesse aqui a apresentação do professor Sadowski.

Milton Assis Kanji, também professor da USP, falou sobre Don Deere, de quem foi orientando na Universidade de Illinois. Com relação pessoal com o homenageado, Kanji contou detalhes da vida profissional e algumas histórias vividas com ele. “Para mim, Deere foi multifacetado. Falava e atuava com propriedade nas áreas de geologia, minas, engenharia civil, geotecnia, mecânica das rochas, barragens, túneis, taludes, entre outros”, lembra o ex-aluno. “E dividia sua experiência com muita bondade e bom-humor. Deere era daquelas pessoas que não se destacava sozinho, sempre que ascendia profissionalmente, influenciava também na ascensão de seus assistentes”.

Kanji destacou a criação do Método GIN de Injeção e disse que quem trabalha com tratamento de fundações em barragens precisa conhecer e aplicar este método. Veja aqui a apresentação.

Nick Barton foi o último a se apresentar. Ele abordou o Método RQD de análise de rochas, criado por Don Deere. Em seguida, falou sobre o Método Q, desenvolvido por ele mesmo. “O RQD, de Deere, e outros importantes artigos estavam sendo escritos pela Universidade de Illinois exatamente quando comecei a estudar na Imperial College, em Londres”, lembra Barton. “Fomos beneficiados pelos estudos deles e começamos a fazer nossos próprios desenvolvimentos”.

Como disse Isaac Newton, “se vi mais longe, foi por estar sobre os ombros de gigantes”. “Eles eram os gigantes”, afirmou Nick Barton, “Aprendemos muito com eles. E então levamos isso adiante e desenvolvemos nossos próprios estudos anos depois. O RQD, de Deere, me ajudou muito na criação do Método Q”.

Já na relação de Barton com Bieniawski havia uma certa competição, porque o Método RMR, de Bieniawski, foi desenvolvido apenas um ano antes do Método Q. “Durante anos, tivemos uma espécie de concorrência saudável. E depois de cerca de 20 anos, finalmente escrevemos um artigo juntos, em 2008”, conta. “E acredito que para ambos os métodos foi bom haver esta competição, assim fomos obrigados a melhorar os nossos argumentos e, consequentemente, tornar os métodos mais precisos”. Veja a apresentação de Nick Barton.

Encerramento

“Uma noite brilhante”. “Ensinamentos que jamais esquecerei”. “Um evento inesquecível”. Assim os membros da mesa descreveram o encontro que homenageou Don Deere e Richard Bieniawski. “É muito gratificante ver o sucesso do evento e saber que pudemos contribuir para reforçar ainda mais os ensinamentos destes dois grandes nomes”, finaliza Werner Bilfinger.

Veja aqui o álbum de fotos do evento.

Confira a gravação do evento: